Secretário da Fazenda aborda consciência negra, economia e minorias em evento da ACP – aen.pr.gov.br

    2
    0

    “Economia e perspectivas para as minorias” foi o tema da palestra que o secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia, ministrou nesta segunda-feira (21) em evento sobre o Dia da Consciência Negra, promovido pela Associação Comercial do Paraná (ACP) e o Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho.
    Garcia destacou, pelo ponto de vista da economia, a população negra e seus esforços pela luta contra o preconceito racial. Também defendeu a inclusão da população negra no debate público como política para assegurar o fortalecimento da democracia.
    “É preciso fortalecer as políticas públicas de igualde racial para que possamos ter uma sociedade mais inclusiva e participativa. Mesmo que uma pessoa negra tenha oportunidades, se forme em uma escola de renome, sendo um dos melhores da turma e aluno brilhante, o sarrafo é sempre alto”, afirmou o secretário.
    “O racismo parte do pressuposto de que determinadas minorias têm um conteúdo de formação escolar pequeno ou não adequado. Por isso, não é uma questão de acesso, transcende isso. É uma sensação na pessoa racista de superioridade ao outro e de que ele não pertence àquele lugar”, completou.
    Renê de Oliveira Garcia Júnior é secretário da Fazenda desde 2019. É doutor e mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (EPGE/FGV), bacharel em Administração de Empresas pela EBAPE/FGV e bacharel em Economia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com especialização em Mercado de Capitais e Estratégias Operacionais em Derivativos pelo INSEAD de Fontainebleau, na França.
    Também foi professor na Faculdade de Economia do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC) e no Programa de MBA da EPGE/FGV, além de coordenador de projetos e estudos econômicos na FGV, entre outras atividades acadêmicas realizadas em diversas instituições. É coautor do livro “O Seguro no Brasil”, editado pela Sasse Seguradora, e autor de dezenas de artigos acadêmicos.
    O evento na ACP teve como objetivo valorizar, fomentar e incentivar políticas e iniciativas culturais, para reconhecer em todas as camadas da sociedade a história negra brasileira para a redução das desigualdades raciais. Além do secretário, a consciência negra foi abordada por Roberta Kisy Guimarães, co-fundadora da ConectaFro. Ela falou sobre AfroEmpreendedorismo em Ação.
    “Todo mundo tem alguma ligação com a negritude, seja no sangue, em casa ou nas relações. Em todos os lugares existe uma potência com a cara preta, mas estamos invisibilizados. Por isso, combater o racismo é combater a invisibilidade e o protagonismo não começa dos negros falando de si, mas dos outros falando dos negros, dos seus negócios, dos seus potenciais”, frisou.
    Participaram das discussões o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina; o presidente eleito da entidade para o período (2023-2025), Antônio Gilberto Deggerone; o secretário Estadual da Justiça, Família e Trabalho, Rogério Carboni; a presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Bruna Ravena; o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdades Racial – Consepir, Saul Dorval da Silva; a deputada estadual eleita, Cloara Pinheiro Lima; o presidente do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), Antoninho Caron; e o coordenador do Conselho Fiscal da ACP e auditor fiscal da Receita Estadual, Francisco Inocêncio.
    SECRETARIA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL E DA CULTURA
    Comunicação Social
    Palácio Iguaçu
    Praça Nossa Senhora de Salette – Centro Cívico80.530-909CuritibaPR MAPA

    source

    Previous articleReceita paga hoje lote residual de restituição do IR 2022 a 471 mil – R7
    Next article'Impostômetro': Alagoanos já pagaram mais de R$13 bilhões em 2022 – 7Segundos

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here