Impostos pagos por brasileiros chegam a R$ 200 bilhões este ano – Globo

    41
    0
    superior pop

    Notícias da sua região
    Centro Oeste
    Nordeste
    pernambuco
    Norte
    acre
    pará
    rondônia
    Sudeste
    espírito santo
    minas gerais
    rio de janeiro
    são paulo
    Sul
    paraná
    31/01/2016 07h41 – Atualizado em 31/01/2016 09h31
    Do G1, em São Paulo
    O valor pago pelos brasileiros neste ano em impostos alcançou R$ 200 bilhões por volta das 7h40 deste domingo (31), segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, o mesmo valor foi alcançado um dia mais tarde.
    A marca de R$ 200 bilhões equivale ao montante pago em impostos, taxas e contribuições no país desde o primeiro dia do ano. O dinheiro é destinado à União, aos estados e aos municípios.
    “Nota-se um crescimento nominal em relação à arrecadação do ano passado, embora tenha havido queda em termos reais. Por conta disso, é ainda mais importante que o governo controle seus gastos e defina prioridades em suas despesas, assim como faz o trabalhador, cujo rendimento médio também caiu”, destaca Alencar Burti, presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).
    Recorde em 2015
    No dia 30 de dezembro, foi alcançada pela primeira vez em um ano a marca inédita de R$ 2 trilhões que foram pagos pelos brasileiros em impostos.
    O Impostômetro completou uma década no ano passado. O painel eletrônico que calcula a arrecadação em tempo real está instalado na sede da associação, na Rua Boa Vista, região central da capital paulista. Outros municípios instalaram seus próprios painéis, como Florianópolis, Guarulhos, Manaus, Rio de Janeiro e Brasília.
    O objetivo da ferramenta é conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade.
    Pelo portal www.impostometro.com.br, é possível descobrir o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado. Por exemplo, quantas cestas básicas é possível fornecer, quantos postos de saúde podem ser construídos. No portal também é possível levantar os valores que as populações de cada estado e município brasileiro pagaram em tributos.
    Juro bancário de pessoa física subiu 14,1 pontos percentuais ano passado. Inadimplência pessoa física fechou 2015 no maior nível em 2 anos e meio.

    source

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here