Economia da Eurozona desacelera no 1º trimestre com pressão inflacionária – Istoé Dinheiro

    60
    0

    Economia
    O PIB da zona do euro registrou crescimento de 0,2% no primeiro trimestre – AFP/Arquivos
    AFP
    O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) na zona do euro registrou desaceleração no primeiro trimestre, em meio a uma forte pressão inflacionária, que continua em um nível recorde, em um cenário marcado pela guerra na Ucrânia.
    De acordo com a agência europeia de estatísticas Eurostat, o PIB de Eurozona registrou crescimento de 0,2% no primeiro trimestre de 2022, contra um avanço de 0,3% nos últimos três meses de 2021.
    Ao mesmo tempo, a inflação em abril ficou em 7,5%, o nível mais elevado desde 1997 – início da série histórica -, um índice que já havia sido alcançado em março na primeira estimativa, mas que posteriormente a Eurostat reajustou para 7,4%.
    Considerando os últimos 12 meses, com três trimestres consecutivos em território positivo, o aumento do PIB na Eurozona é de 5%, enquanto para o conjunto da UE alcança 5,2%, na comparação com o primeiro trimestre de 2021.
    Entre as principais economias da zona do euro, Espanha e Alemanha tiveram crescimento de 0,3% e 0,2%, respetivamente, nos três primeiros meses do ano.
    + Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!
    Enquanto isso, a França registrou estagnação (0,0%) e a Itália um leve retrocesso (-0,2%).
    Portugal, com um crescimento sólido de 2,6%, e a República Tcheca, com um aumento do PIB de 2,5%, aparecem como os melhores desempenhos no primeiro trimestre de 2022.
    – Inflação recorde –
    A inflação não dá trégua e permanece elevada, muito acima da meta do Banco Central Europeu (BCE), que deseja um índice de preços “próximo, mas inferior a 2%”.
    O nível da inflação bateu recordes a cada mês desde novembro do ano passado.
    Como nos meses anteriores, os preços da energia representam o principal fator para a inflação elevada. O elemento foi observado no fim do ano passado e teve sua gravidade consolidada com a guerra na Ucrânia.
    De acordo com as estimativas da Eurostat, a energia registrou em abril uma alta de 38% em ritmo anual – em março o avanço foi de 44,4%.
    O setor de alimentos, bebidas alcoólicas e tabaco teve alta de 6,4% em abril, enquanto os bens industriais não vinculados à energia apresentaram aumento de 3,8%. No segmento de serviços, a alta foi de 3,3%.
    – Alerta –
    A combinação de crescimento baixo do PIB e inflação elevada provocaram luzes de alerta entre consultorias e analistas.
    Andrew Kenningham, economista chefe para a Europa na consultoria Capital Economics, advertiu que a mistura explosiva dos dois elementos pode levar a uma retração no segundo trimestre deste ano.
    Para o analista, o resultado magro do PIB da zona do euro no primeiro trimestre “evitará uma recessão técnica pelo menos no primeiro semestre do ano”.
    “O aumento da inflação, no entanto, e as consequências da guerra da Ucrânia significam que é provável que o PIB registre contração no segundo trimestre, inclusive no momento em que o BCE se prepara para aumentar as taxas de juros”.
    Bert Colijn, analista do banco ING, destacou que “o aumento de 0,2% do PIB mascara a deterioração das circunstâncias econômicas. E a inflação segue a tendência de alta”.
    “Acreditamos que a economia terá uma contração no segundo trimestre”, resume.
    Copyright ©2022 – Três Editorial Ltda.
    Todos os direitos reservados.
    Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.

    source

    Previous articleSaiba como declarar ETF no Imposto de Renda 2022 – Jornal Contábil
    Next articleImposto de Renda: 600 mil declarações estão na malha fina – UOL

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here